Páginas

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Minha Experiência com o Véu: Maite Tosta

 

Maitesepia

 

Eu nunca tinha pensado em usar véu na Missa ou para rezar na presença do Santíssimo Sacramento… achava que isso era um costume antigo que tinha ficado para trás. Quando veio o Motu Proprio e a ‘popularização’ da Missa Tridentina, em que as mulheres o usam, eu fiquei curiosa a respeito. Na comunidade Católicos, do Orkut, li que na verdade a norma sobre o uso do véu nunca tinha sido revogada.

A partir daí, pesquisei mais a respeito, e descobri que no Vaticano é protocolo as mulheres usarem o véu, mesmo as visitantes. Fui ler mais, e descobri todo o simbolismo que existe por trás do uso do véu, e como é proveitoso.

Em minha paróquia, percebi que uma senhora o usava. Sim, ela tem uma certa idade, mas é bem ‘inteira’, chique, bonita. Ela usa o véu com uma dignidade… e serve na Missa com ele: entrega folheto, lê as preces, passa o cestinho das ofertas… tudo com muita naturalidade.

Pensei, bom, já não serei a única, não tenho mais desculpa… em Orkontro SP da Católicos, ganhei um véu lindo do Padre Tiago. Usei a primeira vez em minha paróquia, e ninguém falou nada, nem me censurou. Eu no entanto, a princípio tive vergonha, mas depois…

Hoje já uso o véu em todas as Missas que assisto (em ambas as formas do rito romano), e tenho lucrado muito com essa prática.

Com a minha experiência aprendi:

O véu me obriga a me vestir melhor. Véu com jeans não combina muito bem, embora em tese nada impeça de ser usado assim…

O véu me ajuda a me concentrar. O véu cobre minha visão periférica, então não vejo quem entra, quem sai, abaixo a cabeça e fico fazendo minha oração, ninguém fala comigo, para não me interromper… ótimo !

O véu me obriga a me comportar melhor. Não dá para jogar conversa fora, falar da vida alheia, ou estar completamente distraída, quando se usa o véu… você se empenha em fazer jus à imagem que ele compõe…

O véu não é para ‘aparecer’. Embora a princípio a mulher que o usa se destaque, ainda mais quando é a única, isso é uma circunstância, mas não deve ser buscado…

O véu não quer dizer que quem usa é mais santa  que as outras. Antigamente TODAS as mulheres usavam… e nem todas eram santinhas, né?! Da mesma forma que quem usa escapulário não é mais santo do que quem não usa, por exemplo. A mulher que usa o véu busca essa disposição interior de submissão à vontade de Deus, de viver a feminilidade no seu estado. Isso pode ser conseguido sem o véu? Creio que sim, já que a Igreja não mais obriga ao uso. No entanto, entendo que é um costume salutar, e como nunca foi revogado, podemos nos beneficiar disso.

Você não precisa estar ‘em um certo nível’ para começar a usar o véu. Inicie agora, como você é, como você está.

Eu preciso primeiro abandonar uns hábitos…

Eu preciso me confessar e voltar a comungar…

Eu preciso mudar de vida…

Eu preciso crescer mais em minha vida espiritual…

Sim, você precisa, e se isso te incomoda, e se você percebe isso como sendo a princípio incompatível com a idéia de usar o véu, é porque você também o percebe como um símbolo de submissão integral à vontade de Deus… e sabe que seus atos, sua vida, ainda não estão de acordo com ela… mas isso não a mpede de usar o véu… ele simboliza a sua disposição de mudar, o seu propósito. Use-o, e reze muito durante a Missa, peça a Deus que essa ação exterior vá moldando o seu interior, vá conformando as suas disposições interiores. Conforme você for sendo tomada de Amor por Nosso Senhor, vai recebendo também as graças necessárias para empreender as mudanças que precisa realizar em sua vida – você vai dar os passos e a transformação vai se operar.

Percebo isso em mim. Estou longe – muito longe ainda - do que deveria ser… mas já progredi muito em comparação com o que eu era.

O Véu tem sido muito bom para mim, e sou mesmo uma entusiasta.

Se você também tem um testemunho sobre o uso do véu, por favor envie para contato@maitetosta.com.br com ou sem foto, autorizando no corpo do e-mail a publicação no blog. Os textos serão selecionados pela equipe e eventualmente publicados na série ‘Minha Experiência com o Véu’.

4 comentários:

  1. Olá! Eu tenho uma dúvida. Atualmente, o uso do véu é facultativo. Sei que muitos consideraram o véu como ultrapassado, infelizmente. Entretanto, foi este o motivo de ser tornado facultativo ou a própria Santa Sé o tornou facultativo por outros motivos no Código Canônico?

    ResponderExcluir
  2. @L. Rommel: Vi sua dúvida, pretendemos fazer um post a esse respeito, por isso não respondi. Peço que aguarde.

    ResponderExcluir
  3. maite...deve ser maria teresa...eu acho...rs. Acho voce um tanto ridicula, pois sou evangelico e cada dia mais chegam em nossas igrejas ex-catolicos, pois falam que pessoas como voce, decretam o fim da igreja catolica, nesse pais evangelico chamado brasil.
    Jonas IMPD igreja mundial do poder de deus.

    ResponderExcluir
  4. Jonas, Meu nome é Maria Thereza, o apelido é Maite. Obrigada pelo tempo que devotou ao nosso blog, ainda que tenha sido para nos ridicularizar. Que você continue na sua busca da verdade e que Deus o abençoe com os dons do Espírito Santo, levando-o a uma imitação cada vez mais perfeita de Nosso Senhor Jesus Cristo.

    ResponderExcluir